PRIMEIROS SOCORROS

PRIMEIROS SOCORROS…

Lembro-me da primeira vez que fiz uma formação de primeiros socorros. A primeira sensação que tive foi: como é possível não aprendermos isto na escola? Um dos cenários é aprender a ajudar alguém com uma obstrução de via aérea (por ex não conseguir respirar sufocar/engasgado com comida ou algum objeto).

O Universo não brinca…poucos dias depois estava a almoçar e nem queria acreditar: na mesa ao lado está um senhor ofegante, agarrado ao pescoço, sem respirar, e começa a cair para o lado! – pensei “e agoraaaaa ?!! Fui a correr ter com ele e perguntei rapidamente se era comida, aflito com a cabeça acenou que sim, e apliquei 2 manobras que aprendi na formação que tinha aprendido na formação dois dias antes!:

Primeiro inclinar a pessoa ligeiramente para a frente segurando-a com uma mão no peito para não cair, e dar 5 pancadas secas nas costas entre os omoplatas com a base da outra mão, Caso não resulte, alternar com a ´Manobra de Heimlich´, ou seja abraçar a pessoa por trás, juntar as 2 mãos, e com um movimento seco ascendente fazer 5 compressões abdominais na zona do estômago entre o umbigo e a zona do externo, e….. Carambaaaaaaaaaaa, o senhor começa a respirar e cuspiu tudo foraa……….!!!! Fiquei a tremer, porque aquele exercício resulta mesmo!! Pensei: “Meu Deus, será que salvei uma vida?!” ♥️

A primeira mensagem que me vem à cabeça é que TODOS devíamos saber noções de suporte básico de vida ao próximo. A qualquer momento podemos salvar uma vida, seja na rua, em casa ou num local de trabalho. Aprendi que os primeiros minutos enquanto não chega ajuda especializada são vitais e podem fazer a diferença entre vida ou morte, ou uma recuperação com lesões graves.

Outra mensagem: no Coaching muitas vezes deparo-me com casos de pessoas que acham que não estão cá a fazer nada, que não são ´especiais´ que não são ´úteis´, que não são ´necessitadas´ por ninguém….mas isso não podia estar mais LONGE da verdade e só acontece se estivermos mesmo DISTRAÍDOS! Este tipo de postura inibe qualquer tipo de ajuda, seja a nós mesmos ou a outro ser vivo, e isso é uma forma de ingratidão.

Se estivermos ATENTOS podemos fazer MUITAS diferenças !! E não tem que ser nenhuma manobra louca – pode ser um abraço, oferecer uma refeição a quem tem fome ou simplesmente ouvir um desabafo. Não imaginas o que um pequeno pormenor pode causar na vida de outra pessoa. Para ti pode ser insignificante, mas para o outro pode significar o mundo. Até pode ser dar uma palavra, porque há palavras que mudam vidas, quem sabe pode ser a tua. Quem sabe ainda hoje podes salvar alguém. Não te inibas. A tua história ou a tua experiência pode salvar a vida de outra pessoa, já pensaste nisso? Quando estamos com pena do nosso umbigo, nem nos apercebemos que pode haver alguém ao nosso lado a precisar de nós. TODOS temos algo importante para partilhar com o outro. Temos esse direito e temos esse dever.

Todos nós somos peças de um puzzle, sem ti esse puzzle fica pobre e incompleto, mas contigo fica mais RICO e pleno. Não há pessoas ao acaso, TODOS estamos cá com propósitos, caso contrário não estaríamos! Se temos talentos ou características únicas, são para ser usadas ou partilhadas! Sim, talvez não te caiam do céu, talvez tenhas que entrar na arena da vida, mas é esse o plano da tua evolução.

Poucos dias depois vi o senhor a andar na rua feliz e contente, mas o que ele não sabe é que eu estava ainda mais feliz do que ele. Não me reconheceu, mas reconheci-o eu e principalmente tudo o que este episódio me ensinou: Um sentido de gratidão, de descoberta, de utilidade, de arrepio no braço. Afinal eu tenho valor, afinal tenho a capacidade de contribuir! Dar é receber em dobro, e quando nos fechamos em nós, perdemos esta lição, esta benção.

Naquele dia senti-me E.U. (Especial e Único), porque fiz a diferença na vida daquele senhor, mas principalmente porque percebi que posso fazer a diferença na vida de qualquer pessoa, a começar pela minha – exatamente como tu podes! Às vezes fazemos mais pelos outros do que por nós próprios, mas se fizermos MAIS por nós, também podemos fazer mais e melhor pelo próximo.

Temos nas nossas mãos um poder curador e transformador incrível. Um poder ilimitado, que só descobrimos quando o colocamos em prática, mesmo que por “acidente”. Este fenómeno acontece quando nos damos à vida, quando saímos da cabeça e entramos em campo. Mesmo que por “impulso”, porque às vezes é assim que o Amor age. Cala a mente e deixa o coração falar, sem espaço para medos. A mudança não tem que demorar 1 ano, 5 anos, 10 anos. Pode acontecer numa fracção de segundo. Para ti pode acontecer neste preciso instante, em que lês estas linhas. Basta decidires agora aqui comigo. Que dizes? Vamos a isso? Salta e as asas aparecem. Foi sempre assim que aconteceu na minha vida. Não esperes mais. Confia e faz a tua parte, e tudo começará a acontecer. Quando tu mudas, TUDO muda e o mundo precisa desse E.U. poderoso que há em ti!

Obrigado e Abraço 🙂

(Excerto do meu livro “Poder Pessoal”)

O teu Coach

Hugo Van Zeller

Coaching, Formação e Desenvolvimento Pessoal

PS: O que sentiste com este artigo?

Deixa abaixo o teu comentário:

Não percas nenhuma novidade!

Deixa o teu e-mail abaixo para receberes os próximos artigos